Dieta depois das férias, como funciona perder peso? Esquema e menu

Dieta depois das férias, como funciona perder peso? Esquema e menu

Dieta depois das férias, volte a ficar em forma sem stress

A época festiva é caracterizada pelo consumo de alimentos calóricos, cursos abundantes e ementas variadas. Os aperitivos são baseados em doces picantes, chocolates cremosos e iguarias tradicionais. Não há nada de errado em fazer umas quantas dobras por ano, mas é preciso saber como parar na altura certa. A gratificação por detrás de pastelaria, gateaux e salsichas pode levar a um certo vício, o que não resulta apenas na acumulação de gordura.

É o ambiente intestinal, que é extremamente sensível ao abuso do álcool, ao excesso de açúcar e à falta de fibras, que sofre.

O estabelecimento de uma dieta após as férias é a melhor forma de regressar à normalidade, desde que o processo decorra de forma consciente. A perda de peso, de facto, deve prosseguir sem stress, evitando regimes restritivos de baixas calorias.

Dieta restritiva e dieta em regime de restrição

O epitélio intestinal é povoado por numerosas colónias bacterianas, conhecidas como a “microbiota“. A estabilidade deste sistema determina tanto o bem-estar somático como o psicológico. Ao entregarem-se a dietas incorrectas, seja em excesso ou em defeito, estas colónias sofrem graves alterações, denominadas “disbiose“. Isto leva a uma produção reduzida de serotonina, o que torna uma pessoa apática e infeliz. Dobradiças perenes e dietas rígidas, em suma, tiram a serenidade!

Objectivos realistas

Durante as férias pode colocar alguns quilos, mas não é fácil livrar-se deles, especialmente depois de ter ultrapassado os 50 anos de idade. Falar de dieta nestes casos é compreensível e desejável. No entanto, para ter sucesso, é importante estabelecer objectivos realistas, permitindo-se todo o tempo de que necessita.

LEIA MAIS  A dieta dos frutos secos funciona para perder peso? Esquema e menu de amostras

Partindo do pressuposto que os rolos no abdómen aparecem após semanas de compulsão alimentar, é impensável ficar novamente magro em 48 horas. A entrega de alguns pratos é um sacrifício necessário, basta evitar comportamentos irracionais e estratégias mortificantes. Os amantes de massa, por exemplo, não têm de se despedir da sua amada pappardelle, podem reduzir as doses ou a frequência do consumo.

Dividir a sua viagem em etapas

A perda de peso pode ser um quebra-cabeças, mas o erro mais comum é fazer previsões a longo prazo. Um truque seguro para continuar a seguir em frente é proceder por etapas. Por exemplo, se precisar de perder 10 libras em 3 meses, seria sensato quebrar todo o processo em 3 ou 6 fases. Isto significa deixar de se concentrar na quota total e dirigir a sua atenção para 400 gramas por semana ou 800 a cada 15 dias.

Plateau, parando a perda de peso

Pode acontecer que, apesar do sucesso inicial, a dieta não traga os resultados desejados. De repente deixa de perder peso, mesmo que não esteja a fazer batota ou a ceder aos pecados da gula. Esta circunstância causa uma desilusão considerável, levando a receios de doenças endocrinológicas latentes. A causa, na verdade, deve ser atribuída ao temido “platô“, uma situação de impasse sem conotações patológicas. Isto torna claro que devem ser adoptadas estratégias específicas, tais como controlos médicos regulares, alterações alimentares e exercício físico. A combinação destes elementos mantém o balanço energético negativo e garante a perda de peso.

Dieta depois das férias, esquema e menu geral

Elaborar um menu para perder peso após as férias é fácil. O que é impossível é estabelecer um esquema universal. Mulheres e homens, de facto, caracterizam-se por diferentes necessidades energéticas, tanto em resposta a parâmetros físicos como a estilos de vida. O primeiro passo é abandonar a “comida de conforto”, a cruz e o deleite dos glutões e emocionistas.

LEIA MAIS  Os Keto Capsulas Actives funcionam? Contra-indicações, preço e opiniões

O chocolate quente, a estrela incontestável das noites de Inverno, deve dar lugar à drenagem de chás de ervas, chá verde (ver também a dieta do chá verde!) e camomila. Os aperitivos nunca devem ser completamente eliminados, mas confinados a meio da manhã e início da tarde. O pequeno-almoço pode ser rico em cereais, especialmente se o grão inteiro, talvez combinado com um cappuccino ou café. O almoço e o jantar, contudo, devem incluir uma quantidade mínima de hidratos de carbono (pão, arroz ou batatas), uma boa quantidade de proteínas (carne, peixe, ovos), um acompanhamento (saladas mistas ou vegetais à sua escolha) e uma fruta fresca na estação.

Não é necessário proibir bananas, persimões e uvas porque são açucarados, o importante é não comer porções que excedam 100 gramas. Os frutos secos também encontram um lugar no coração da dieta pós-Natal, basta adicionar algumas amêndoas ao pequeno-almoço, tendo em conta que 5 trazem 35 Kcal.

alimentos proibidos

Recuperar de um binge impõe as restrições necessárias. Os alimentos proibidos incluem aperitivos, pretzels, batatas fritas, nougat, doce e chocolate. As carnes separadas mecanicamente também devem ser proibidas, uma vez que se caracterizam pela sua baixa qualidade e excesso de gordura.

Alimentos recomendados

A massa, o pão e o arroz podem ser consumidos em segurança, mas é melhor seleccionar variedades de cereais integrais. Além disso, é eficaz para cortar 20 ou 30% da porção habitual. Se, por exemplo, comer normalmente 70 gramas de esparguete por dia, a sua porção deve ser reduzida para 50 ou 60. Estas mudanças, que não são demasiado radicais, produzem um ligeiro mas constante progresso que evita o efeito iô-iô. Todo o peixe (ver também a dieta de peixe) pode ser trazido à mesa, o importante é que seja fresco e que se faça um esforço para o variar.

A carne branca pode ser consumida várias vezes por semana, a carne vermelha 1 ou 2 vezes por semana, mas é importante reservar pelo menos três refeições para as leguminosas. Os legumes devem estar sempre presentes durante as três refeições principais, quer como acompanhamento quer como condimento. Preste atenção às técnicas de cozedura: grelhados, cozidos a vapor, banho-maria e assados são perfeitos, enquanto que todos os alimentos fritos são proibidos.

LEIA MAIS  Dieta sem hidratos de carbono para perder peso? Esquema e menu de amostras

Dieta depois das férias, será que funciona realmente?

Reduzir porções, evitar comida de plástico e cozinhar de uma forma saudável funciona sempre. A dieta após as férias faz perder peso com doçura e funciona como uma educação alimentar contemporânea.

Produtos recomendados para resultados rápidos e melhores

Todos sabemos que seguir uma dieta é difícil em si mesmo. Assim, por vezes é o caso de “pedir uma pequena ajuda de casa”  Felizmente, existem produtos eficazes no mercado que podem ajudá-lo a perder peso.

Felizmente, no mercado existem produtos eficazes que aceleram o processo de perda de peso e outros produtos que firmam o corpo. Para obter melhores resultados é recomendado seguir uma dieta, e adicionar um suplemento alimentar, e por quão pouco fazer actividade física com ferramentas simples em casa.

Contudo, em alguns casos, estes produtos revelaram-se eficazes mesmo sem uma dieta. É evidente que os resultados são sempre subjectivos.

Eis o conselho do corpo editorial:

Slim4Vit

  • Acelera o metabolismo

  • Controlo da fome

  • Queima gordura

Keto Capsulas Actives

  • Reduz o peso

  • Reduz a gordura

  • Reduz o apetite

Fast Burn Extreme

  • Diminui a formação de gordura

  • Ajuda à definição muscular

  • Fortalece o sistema imunitário

Keto Diet capsulas

  • Normaliza o colesterol

  • Reduz o apetite

  • Reduz a transpiração